quarta-feira, setembro 07, 2005

Um fim de tarde

Creio que já confessei que,tivesse um trabalho braçal, gostaria de ser pescador.

Não diferindo muito da pesca praticada por Pedro e João (os da Bíblia, os que andaram com o Senhor) e por todos os seus companheiros, o pescador sai de casa para a faina, a horas em que quase todos chefes de família já repousam no aconchego do lar. Uns repousam, outros saem para trabalhar, é mesmo assim...
Havia peixe... Parece que, num sítio qualquer há peixe para todos, e todos lá vão...
Pôr do sol, a acabar o dia, mais do que dez barcos entram no oceano, vão passar lá a noite, todos na mesma direcção.
O pescador vai onde há peixe.

E eu, de um miradoiro, vejo todo este cenário.

4 comentários:

framentosII disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
framentosII disse...

Eu tanbém quero ver!.....

Vilma disse...

Sempre podes pegar numa caninha...também é agradável! O meu marido apahou o gosto e não quer outra coisa... :))

Vilma disse...

Sempre podes pegar numa caninha...também é agradável! O meu marido apahou o gosto e não quer outra coisa... :))